Champagne com Lichia

tim tim

Pois é, pessoal, mais um ano se foi. Eu adoro final de ano, apesar de toda a agitação, de encontros, compra de presentes, amigos secretos, etc. A parte que eu vejo de positiva é poder viajar com a família, dar risada, tomar sol, provar umas comidas que o pessoal só anima a fazer nessa época e (por que não?) tomar um drink para brindar tudo isso.

Não bebo com frequência mas ADORO (sim, com letra maiúscula) champagne. Gosto muito de vodka também, mas talvez este seja um post futuro. Há poucas coisas que remetem à celebração como essa bebida douradinha. Confesso que não sou uma apreciadora de batidas, licores e outras bebidas muito doces. Não gosto de bebidas muito elaboradas. Talvez por isso meu gosto por espumante.

Uma taça de champagne faz bonito por si só. Mas como o que é bom pode muito bem ficar melhor, resolvi acrescentar uma frutinha que anda fazendo um sucesso danado por essas bandas tropicais: a lichia. Originária da Ásia, há registros que ela tenha sido muito consumida pela Corte Imperial chinesa, tendo o Ocidente a descoberto apenas no final do século XVIII.

Histórias à parte, o fato é que encerramos o ano com uma sugestão de bebida para a comemoração do Ano Novo: champagne com lichia. É só lavar as frutas, retirar a casca e a semente (ambas saem com facilidade), colocá-las em uma taça e acrescentar o espumante.

Que tal? Tim tim!

Anúncios